segunda-feira, 19 de junho de 2017

Recebendo-O

Mas a todos quantos o receberam (Jesus Cristo] deu-lhes o poder [o direito] de serem feitos filhos de Deus: aos que crêem no seu nome. JOÃO 1.12

Receber Jesus Cristo é um ato voluntário. Assim, o homem é quem decide se agirá ou não segundo a Palavra de Deus. Ele sabe que precisa do Salvador; que, sozinho, não tem acesso a Deus, nem à vida eterna. Sabe, também, que pode levantar os olhos para Deus e orar, dizendo:
"Pai, venho a Ti em Nome do Senhor Jesus Cristo. Sei que não me repudiarás nem me expulsarás, porque disseste na Tua Palavra: O que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora (Jo 6.37b). Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Creio que Ele morreu pelos meus pecados. Creio que Ele foi ressuscitado dentre os mortos para a minha justificação.
Justificar-me quer dizer endireitar a minha situação diante de Deus. Creio que, por causa da Sua morte, do Seu sepul­tamento e da Sua ressurreição estou justificado. Recebo, portanto, a Jesus como meu Salvador e O confesso como meu Senhor. A Tua Palavra diz, em Romanos 10.13: Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Estou invocando o Teu Nome, logo sei que sou salvo. E Tu disses­te: Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo (Rm 10.9). Estou confessando com a minha boca. Creio nisso em meu coração, logo sou salvo. Tu disseste: Com o coração se crê para a justiça (Rm 10.10a), e com meu coração creio que fui justificado diante de Deus. Tu disseste: Com a boca se faz confissão para a salvação (Rm 10.10b). Portanto, com minha boca confesso: Sou salvo! Obrigado, Senhor!"