segunda-feira, 31 de julho de 2017

Andar no Espírito

Portanto, agora, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito. ROMANOS 8.1

A consciência é a voz do espírito humano.
A razão é a voz da alma, ou da mente.
A sensação é a voz do corpo.

O Espírito Santo não testifica com nossas sensações. O Espírito Santo testifica com o nosso espírito.
Tenho muito cuidado com o emprego da palavra sentir. Quando percebemos a presença de Deus no culto, há quem diga: "eu a senti". Mas realmente não temos sensação física, e sim, a percepção espiritual. Portanto, procuro distinguir entre o sentir físico e o sentir espiritual, porque as pessoas, facilmente, deslizam para a dimensão das sensações. Quando se sentem bem, dizem: "Glória a Deus! Aleluia! Estou salvo! Estou cheio do Espírito! Tudo vai muito bem!" Quando, porém, sentem-se mal, fazem uma careta e dizem: "Perdi tudo. Não tenho a mesma sensação que tinha, devo estar desviado".
Se nos guiarmos pelas sensações, vamos meter-nos em encrencas. Por isso, tantos cristãos vivem em altos e baixos, ora estão dentro, ora fora (chamo-os de "cristãos iô-iô"). Esses não andam segundo seu espírito. Não andam pela fé. Andam segundo as sensações.


Confissão: "Não ando segundo a carne, mas segundo o espírito. Não sigo as sensações. Não sigo a razão. Sigo a voz do meu espírito, a minha consciência!"

domingo, 30 de julho de 2017

Aquele que nos domina

[...] Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne. GÁLATAS 5.16

Aprendi, logo no início da minha vida cristã, a deixar meu espírito, o meu homem interior, dominar o meu homem exterior. Assim, embora eu fosse um adolescente isolado do convívio de outros adolescentes que tivessem a mesma fé que eu, não tive os mesmos problemas que alguns têm.
Se havia, na minha classe da escola dominical, um outro aluno salvo além de mim, eu não sabia. Todos xingavam, bebiam, freqüentavam bailes mundanos e mantinham ativi­dades sexuais com pessoas do grupo. Eles me perguntavam: "Por que você não faz essas coisas?"
Em primeiro lugar, a minha consciência não me deixava agir daquela maneira. Além disso, eu lhes respondia: "Sou uma nova criatura". Então, questionavam: "O que é uma nova criatura?" Isso realmente comprovava que não eram no­vas criaturas!
Não precisamos receber sermões a respeito do que fazer e não fazer; basta deixar que nosso espírito nos domine. Deus nos iluminará por meio do nosso espírito. Deixe o novo homem interior conduzi-lo.
Não deixe seu corpo dominá-lo. Seu corpo desejará con­tinuar fazendo o que sempre fez, porque seu corpo ainda não nasceu de novo. Então, seja dirigido pelo seu espírito.


Confissão: "Ando segundo o meu espírito. Deixo meu espírito dominar-me. Deixo o novo homem interior ser aquele que me domina. Por isso, não satisfaço as concupiscências da carne. Não sou governado pelo corpo; sou governado pelo Espírito".

sábado, 29 de julho de 2017

SENSÍVEL

[...] pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência. 1 TIMÓTEO 4.2

Mantenha uma consciência sensível, não a viole, pois a sua consciência, a voz do seu espírito, conta à sua mente aquilo que o Espírito de Deus lhe diz no seu íntimo. Se você não conservar uma consciência sensível, as verdades espi­rituais não serão conhecidas por você.
Em meados da década de 1930, eu era pastor de uma igreja no interior. Habitualmente, passava os domingos no sítio de um querido cavalheiro, com 89 anos de idade. Ele e eu não nos levantávamos tão cedo quanto o restante da família dele, de modo que tomávamos o café da manhã juntos às oito horas.
Ele mantinha um antiquado bule de café sempre em cima de um fogão a lenha, com o café fervendo dentro dele. Vi-o derramar o café fervendo, em uma caneca, levando-a à boca e bebendo o conteúdo em um só gole. A primeira vez que vi aquele senhor fazer isso, senti como se eu estivesse sendo queimado por dentro!
Como ele fazia aquilo? Eu certamente não poderia fazê-lo. Minha boca e garganta são tão sensíveis que uma única colherinha de café fervendo teria provocado queimaduras. De início, ele também não poderia fazê-lo. Mas, com o tempo, o hábito de beber café fervente acarretou a cauterização dos lábios, da boca e da garganta desse homem, a ponto de ser fácil para ele beber uma caneca cheia de café fervente, em um só gole.
O mesmo pode ocorrer espiritualmente. Mantenha a consciência sensível. Pare, no momento em que você sen­tir-se alheio à vontade divina e sua consciência o condenar. Diga: "Senhor, perdoa-me. Fiquei fora da Tua vontade". Ou, se for o caso, diga a quem você ofendeu: "Fiz mal. Perdoa-me, por favor".


Confissão: "Mantenho minha consciência sensível".

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Ajuda interior

E, por isso, procuro sempre ter uma consciência sem ofensa, tanto para com Deus como para com os homens. ATOS 24.16

Pouco depois de eu ter sido salvo e curado, voltei a estudar. Não sei exatamente como aconteceu o seguinte: pessoa alguma de minha família proferia insultos, porém tínhamos um vizinho que xingava demasiadamente, e imagino que sofri alguma influência dele. Então, certa ocasião, na escola, falei para um dos rapazes: "Não, com os diabos...". No momento em que falei isso (eu nada sabia a respeito da vida cheia do Espírito), exclamei em meu coração: "Deus querido, perdoa-me!"
O que é que me condenou? O Espírito Santo? Não. Era meu próprio espírito - essa nova criatura, essa nova criação, esse novo homem, que não admite falar assim.
Ora, a carne talvez queira continuar a fazer algumas das obras que fazia, ou falar da maneira que falava antes, mas precisamos crucificar a carne. Uma boa maneira de crucificar a carne é levando quaisquer problemas, imedia­tamente, para a luz que nos foi concedida.
Foi isso que fiz quando me dei conta de ter xingado. Não esperei até ser inspirado a me arrepender, pedi imediatamente ao Senhor que me perdoasse. O jovem com quem eu falara daquela forma já havia-se afastado. Fui procurá-lo e pedi perdão. Ele disse que sequer notara o que fora dito; ele estava acostumado às pessoas que falavam assim. Eu, porém, queria endireitar as coisas com ele e com Deus.


Confissão: "Sou nova criatura em Cristo. Falo como nova criatura. Penso como nova criatura. Meu espírito me leva a fazer assim".

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Fora da vontade de Deus

 Sabendo que, se o nosso coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração e conhece todas as coisas. Amados, se o nosso coração não nos condena, temos confiança para com Deus. 1 JOÃO 3.20,21


O Espírito Santo nos condena se nós, como cristãos, erramos?

Não. É o nosso espírito quem nos condena. Precisamos aprender isso. Ainda não o fizemos, porque fomos ensinados de modo errado.

O Espírito Santo não nos condenará. Por quê? Porque Deus não nos condena. Observe o que Paulo escreveu em Romanos 8.33: Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Então, quem os condenará? (v.34 a).

Quem condena? Deus condena?

Não, é Deus quem justifica os Seus escolhidos.

Em João 16, Jesus disse que o único pecado do qual o Espírito Santo convenceria o mundo seria o pecado de rejeitar Jesus. [O Espírito Santo] convencerá o mundo do pecado, e da justiça, e do juízo: do pecado, porque não crêem em mim;da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; e do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado (Jo 16.8-11).

Descobri que mesmo quando agi fora da vontade de Deus, o Espírito Santo mostrou-me a solução. Ele me consola. Ele me ajuda. Ele não me condena.

Portanto, nossa consciência, a voz do nosso espírito, é quem nos condena quando saímos da vontade de Deus.

Nosso espírito sabe imediatamente quando fazemos algo errado.

Confissão: "Meu espírito nasceu de Deus. Meu espírito está alimentado com a Palavra de Deus. Em meu espírito, habita o Espírito Santo. Por isso, meu espírito é um guia seguro. Quando meu espírito me adverte contra o mal, obedeço-lhe imediatamente. Porque se meu coração não me acusar, tenho confiança diante de Deus".

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Obedecendo à consciência

E, pondo Paulo os olhos no conselho, disse: Varões irmãos, até ao dia de hoje tenho andado diante de Deus com toda a boa consciência. ATOS 23.1

É interessante examinar as epístolas que Paulo escreveu à Igreja para ver o que ele mencionou acerca de sua consciência. Ele sempre obedecia à sua consciência.

Certa vez, ouvi uns pregadores perguntando a um dos evangelistas mais famosos do mundo inteiro: "Sabemos que Deus o chamou e ungiu-o para ocupar esse ministério, mas há algo que você faz, do ponto de vista humano, que contribui para o sucesso do seu ministério, mais do que qualquer outra coisa?"

Prestei atenção para ouvir a resposta do evangelista. Eu sabia que ele era um homem de oração, e que a oração é importante, mas ele não mencionou a oração.

O evangelista respondeu: "E claro que Deus me chamou para ser um evangelista. Mas vocês devem estar perguntando o que contribui para o meu sucesso. A única coisa que faço, que tem contribuído para o meu sucesso mais do que qualquer outra coisa é: sempre obedeço imediatamente às minhas premonições mais profundas".

Esse evangelista queria dizer, em outras palavras: "Sempre obedeço àquilo que o meu espírito me ordena, àquilo que recebo no meu íntimo".


Confissão: "O Espírito Santo está no meu espírito. Ele Se comunica comigo por meio do meu espírito. Meu espírito tem uma voz. Obedeço àquilo que meu espírito diz, àquilo que recebo em meu íntimo".

terça-feira, 25 de julho de 2017

A consciência

Dando nisso a entender o Espírito Santo que ainda o caminho do Santuário não estava descoberto, enquanto se conservava em pé o primeiro tabernáculo, que é uma alegoria para o tempo presente, em que se oferecem dons e sacrifícios que, quanto á consciência, não podem aperfeiçoar aquele que faz o serviço [...] Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação [...] quanto mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará a vossa consciência das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo? HEBREUS 9:8,9,11,14

A sua consciência é um guia seguro?

Sim, é, desde que seu espírito se tenha tornado um novo homem em Cristo. Lembre-se: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo (2 Co 5.17). Trata-se de uma referência ao homem interior, ao espírito do homem. Sua consciência é a voz do seu espírito falando com você. Se o seu espírito é um novo homem em Cristo, com a vida e a natureza de Deus, ele é um guia seguro.

A pessoa que não nasceu de novo não poderia seguir a voz do seu espírito, ou da sua consciência, porque seu espírito irregenerado teria em si a natureza do diabo. Sua consciência lhe permitiria fazer tudo.

Quando você tem, dentro de si, a vida e a natureza de Deus, sua consciência não lhe permite fazer qualquer coisa. Sendo você um cristão, nascido de novo, o Espírito de Deus vive e habita no seu espírito!


Confissão: "Sou um novo homem em Cristo, com a vida e a natureza de Deus habitando em meu espírito. Por isso, a minha consciência é um guia seguro".

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Número dois: a voz interior

Em Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo). ROMANOS 9.1

O modo número um de o Espírito Santo nos guiar é por meio do testemunho interior. O modo número dois é através da voz interior.

O homem interior tem uma voz, assim como o homem exterior tem a sua. 

Denominamos consciência a voz do homem interior. Às vezes, essa voz também é denominada intuição, orientação interior, testemunho interior, ou "a voz mansa e quieta". 

Essa voz não é a voz do Espírito de Deus nos falando, porque, quando o Espírito Santo fala, a Sua voz é revestida de autoridade. A voz mansa e quieta é a voz do nosso próprio espírito. Mesmo assim, o nosso espírito capta a mensagem do Espírito Santo que em nós habita.

Por exemplo, na meditação de 19 de julho, contei como uma "campainha" pareceu soar dentro de mim, quando entrei naquele prédio à venda em Tulsa. Eu sabia no meu íntimo: a resposta está aqui! Mas eu não queria prestar atenção. Mais tarde, quando minha esposa perguntou, depois, sobre minha decisão, respondi: "Não. Vamos ficar onde estamos". Porém, ao ir para a cama naquela noite, não consegui adormecer. Minha consciência doía. Meu espírito sabia que eu não lhe prestara atenção.

Então, orei: "Senhor, eu, na carne, não quero mudar para Tulsa. Mas se é isso que Tu queres, não agirei contra a Tua vontade". De repente, dentro de mim, aquela voz mansa e quieta disse: "Vou lhe dar aquele prédio. Fique observando o que vou fazer". E Deus fez exatamente isso!


Confissão: "Escuto a voz do meu espírito. Eu lhe obedeço!"

domingo, 23 de julho de 2017

Onde Ele está

Jesus respondeu e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. JOÃO 14.23

Jesus, ao continuar Seu ensino no capítulo 14 do Evangelho segundo João, predisse a vinda do Espírito Santo: Jesus e o Pai, na Pessoa do Espírito Santo, habitariam em nós.

No tempo presente, Jesus está literalmente, com Seu corpo de carne e ossos, assentado à destra do Pai. Ao mesmo tempo, a Bíblia promete em Cristo em vós, a esperança da glória (Cl 1.27b). Cristo está em nós porque o Espírito Santo está em nós.

O Espírito Santo disse por intermédio de Paulo: Não sabeis que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? (1 Co 3.16).

E, em 2 Coríntios 6.16, lemos: Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo

Jamais avaliamos a profundidade do que é dito aqui: Deus está habitando em nós!

Habitando Deus em nós, Ele nos falará exatamente de onde Ele estiver: em nosso coração, em nosso espírito. Deus Se comunica conosco através do nosso espírito. Nosso espírito recebe as informações da parte do Espírito Santo, e as passa adiante, à nossa mente, por meio de uma voz íntima, pelo testemunho interior.


Confissão: faça sua confissão de acordo com João 14.23, 1 Coríntios 3.16 e 2 Coríntios 6.16.

sábado, 22 de julho de 2017

Aprenda a escutar

Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos [...] anunciará o que há de vir. JOÃO 16.13

Um certo pastor, amigo meu, sofreu três acidentes graves de automóvel em menos de dez anos. Nesses acidentes, algumas pessoas faleceram. A esposa dele quase morreu, e o próprio pastor foi gravemente ferido. Tanto ele quanto sua esposa foram curados pela mão de Deus. Quando ele me ouviu falar a respeito de escutar nosso espírito, o testemunho interior, confessou-me: "Irmão Hagin, cada um daqueles acidentes pode­ria ter sido evitado se eu tivesse escutado aquela voz interior".

Apesar disso, algumas pessoas argumentaram: "Realmente não sei como tais acidentes aconteceram a um cristão tão bom. É um pregador".

Pois bem, ele teve de aprender a escutar o espírito dele, assim como você deve aprender a escutar o seu.

Há quem queira culpar Deus, atribuindo a Ele a responsabilidade por todos aqueles acidentes. Mas, aquele pastor havia declarado: "Se eu tivesse escutado a orientação interna que recebera, de que algo estava para acontecer, teria esperado para orar. Mas, ao em vez disso, argumentei: 'Estou ocupado. Não tenho tempo para orar'".

Muitas vezes, se tivéssemos buscado a Deus ao ter um testemunho interior, Ele nos teria mostrado maneiras de evitar aqueles problemas. Não vamos, porém, lastimar-nos e gemer por causa dos nossos fracassos do passado. Aproveitemos nossas oportunidades presentes e sigamos nosso testemunho interior. Aprendamos a aprimorar o nosso espírito, a escutá-lo e a obedecê-lo.


Confissão: "Estou tendo consciência do meu espírito. Estou aprimorando o meu espírito. Eu o escuto!"

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Equipamento cristão

E vós tendes a unção do Santo e sabeis tudo. 1 JOÃO 2.20

Mesmo como recém-nascido em Cristo e ainda confinado à cama, eu sabia algo por meio do testemunho interior.
Por exemplo, certo dia, minha mãe me disse: "Filho, não quero deixá-lo aflito, mas algo está errado com Dub". Dub, meu irmão mais velho, tinha ido procurar serviço no Vale do Rio Grande (ele tinha 17 anos naquela ocasião). Estávamos nos dias da Depressão (crise financeira no país). Minha mãe era cristãos, mas sem a plenitude do Espírito Santo, e tinha um testemunho de inquietude e perturbação no seu espírito. Ela comentou: "Não sei do que se trata. E possível que seu irmão esteja na cadeia, ou algo assim".
Respondi: "Mãe, há vários dias que sinto isso. Mas Dub não está na cadeia. Sua vida física estava correndo perigo, mas já orei, e ele vencerá. Dub está passando bem. Sua vida será poupada".
Três noites depois, Dub voltou. Não tinha encontrado um emprego e resolveu pegar carona nos trens de carga para chegar em casa. Muitas pessoas pegavam "carona" desse tipo naquela época. Porém, um inspetor ferroviário descobriu Dub, deu-lhe uma pancada na cabeça, e o jogou fora de um trem, que andava a mais de 80 km por hora. Dub caiu de costas nas cinzas acumuladas ao longo dos trilhos. Foi mila­gre que não quebrasse nada. Nós já sabíamos a respeito de um testemunho interior e tínhamos orado. Sabíamos, porque éramos cristãos.


Confissão: "Tenho unção do Santo e de tudo tenho conhecimento".

quinta-feira, 20 de julho de 2017

A certeza da salvação

Ninguém jamais viu a Deus; se nós amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeita a sua caridade. Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. 1 JOÃO 4.12,13

Nasci de novo, quando eu era um adolescente, no leito de enfermidade, em 22 de abril de 1933. A partir daquele dia, jamais me ocorreu a idéia de que eu pudesse não ser salvo.
Mesmo como um jovem cristão, eu encontrava pessoas que diziam: "Você não está salvo, porque não pertence à nossa igreja". Ou, que argumentavam: "Você não está salvo, porque não foi batizado da nossa maneira". E muitas outras.
Nada disso me perturbava, mas eu ria porque tinha o testemunho interior: O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito, que somos filhos de Deus. Assim está escrito em Romanos 8.16. E eu tinha amor: Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos; quem não ama a seu irmão permanece na morte (1 Jo 3.14).
Eu tinha o testemunho e o amor. Por isso, jamais duvidei da minha salvação. Eu andava em amor da melhor maneira que podia e desfrutava do testemunho do Espírito de Deus no meu íntimo.


Confissão: "Tenho o testemunho. O próprio Espírito testifica com o meu espírito que sou filho de Deus. Tenho amor. Sei que passei da morte para a vida. Deus habita em mim. Seu amor está sendo aperfeiçoado em mim. Ele habita em mim, porque Ele me deu do Seu Espírito".

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Sinais no íntimo

Quem pôs a sabedoria no íntimo, ou quem a mente deu o enten­dimento? JÓ 38.36

Deus nos levou a mudar para Tulsa, no final da década de 1960, por meio de um testemunho interior. Tínhamos morado em Garland, um subúrbio de Dallas, Texas, por 17 anos. Nós não tínhamos intenção de mudar dessa cidade. Uma vez que nosso ministério estava crescendo, eu tinha planos de transformar nossa casa inteira em escritório (dirigíamos nosso ministério de uma garagem, em um cubículo) e até mesmo de construir outras instalações em nosso terreno, se necessário fosse.

Então, visitamos Tulsa a negócios. Um amigo que nos hos­pedou me disse: "Irmão Hagin, você precisa mudar para Tulsa. Eu tenho o local ideal para você! Está à venda um prédio de escritórios, que o irmão T. L. Osborn ocupava, e pediram que eu o vendesse. Venha, quero mostrar-lhe". Várias pessoas tinham procurado comprá-lo, mas os negócios jamais chegaram a ser feitos, de modo que o prédio ainda estava vazio.

Na verdade, não me interessei muito. Porém, pensei em ir apenas por consideração a meu amigo.

No momento em que entrei naquele prédio, senti como se alguém tivesse tocado uma campainha dentro de mim. Às vezes, o testemunho interior é assim. Soou uma campainha no meu espírito, bem, no meu íntimo. E difícil descrever, mas simples­mente sabemos lá dentro, no espírito. Foi assim que Deus confirmou que desejava esse prédio para o meu ministério.

Confissão: "O Espírito Santo habita no meu espírito. A sabedoria está no meu íntimo. O entendimento está no meu coração. Escuto o meu coração".

terça-feira, 18 de julho de 2017

Lá no íntimo

Instruir-te-ei e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos. Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio, para que se não atirem a ti. SALMO 32.8,9

Eu sabia, pelo testemunho interior, que deveria voltar àquela igreja. Sabia que minha esposa também tinha aquele testemunho interior sobre voltar para lá. Mas eu ainda desejava que o Senhor agisse de forma sobrenatural para confirmar aquilo. (Eu tinha apenas 23 anos naquela ocasião). Queria que o Senhor me desse uma palavra, línguas com interpretação, profecia ou até mesmo escrevesse nos céus: "Vá até àquela igreja!".

Por isso, jejuei e orei durante três dias. No terceiro dia, estava de joelhos, chorando, berrando, implorando, porque não sabia nada melhor: "Oóóóóó, Deus querido..."

Porque Deus nos dirige por uma voz interior e não somente por um testemunho interior, Ele me disse: "Levante-se daí e pare de se comportar assim!"

Levantei-me! Mesmo assim, falei: "Senhor, se Tu tão somente me desses um sinal sobrenatural, eu me sentiria muito mais à vontade quanto a voltar àquela igreja".

Deus respondeu: "Você já tem tudo! Você não precisa de sinal algum. Você não precisa de escrita no céu. Você não precisa de línguas e interpretação, nem de profecia. 

Você sabe, lá no íntimo, o que você deve fazer. 

Agora, faça-o!"


Confissão: "Os olhos do meu entendimento estão sendo iluminados. Sei, no íntimo, o que devo fazer. Deus me guia por meio daquele maravilhoso testemunho interior. E eu o escuto!"

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Acendendo a minha lâmpada

Porque tu acenderás a minha candeia; o Senhor, meu Deus, alumiará as minhas trevas. SALMO 18.28

Às vezes, ainda que o testemunho interior se manifeste, as pessoas não o reconhecem.
Eu, por exemplo, orava em línguas estranhas a respeito dos cultos de domingo de manhã, na igreja que eu pastoreava, e uma solicitude espiritual pela igreja que eu tinha pastoreado antes, surgia dentro de mim.
(Lembre-se: quando oramos em outras línguas, nosso espí­rito ora, e o espírito do homem é a lâmpada do Senhor).
Aquilo ocorreu repetidamente. Depois de uns 30 dias, orei: "Senhor, estás dizendo-me que devo voltar para lá? Se for assim, fala com minha esposa a respeito também".
Certa manhã, falei à Oretha: "Querida, se o Senhor lhe falar algo, deixe-me saber". Esperei, em seguida, mais um mês antes de perguntá-la: "O Senhor tem falado algo com você?"
Ela me respondeu: "Se Ele tem falado, não estou sabendo".
Defini a questão mais especificamente: "O Senhor lhe falou a respeito de voltarmos para ..."
Então, ela disse: "Oh, pensei que era só minha imaginação".
Analisemos aquela declaração. Quando ela disse eu, não seria certo referir-se à carne, e sim ao eu verdadeiro, à pessoa interior, que é a lâmpada do Senhor. Não era simplesmente ela. Tratava-se do Senhor acendendo a lâmpada!


Confissão: "O Senhor meu Deus acende a minha lâmpada. Ele me ilumina".

domingo, 16 de julho de 2017

Provisão abundante

[...] e digam continuamente: O SENHOR, que ama a prosperidade do seu servo, seja engrandecido. SALMO 35.27

Há algo que o Senhor também me falou durante aquela visão que tive em fevereiro. Não apenas para o meu proveito, mas para o seu também.

Ele disse: "Se você aprender a seguir o testemunho interior em todas as áreas da sua vida, vou deixá-lo rico. Vou orientá-lo em todas as áreas da vida; tanto na financeira quanto na espiritual. Não Me oponho a que Meus filhos sejam ricos. Sou contra serem cobiçosos" (algumas pessoas pensam que o Senhor Se interessa somente pela vida espiritual delas e por nada mais, porém Ele Se interessa por tudo que é do nosso interesse).

O Senhor fez por mim exatamente aquilo que Ele disse que faria. Ele me deixou rico. Sou milionário? Não. Não é esse o significado da palavra rico. Rico significa ter uma provisão suficiente e abundante. Tenho mais do que supri­mentos suficientes e abundantes. Isso porque aprendi a seguir a orientação do Espírito Santo; orientação esta que veio a mim por meio do testemunho interior.

Deus o fará rico também se você aprender a escutar o tes­temunho interior! Jesus me disse naquela visão: "Vai, agora, ensinar Meu povo como ser guiado pelo Meu Espírito".


Confissão: "O Espírito de Deus está dirigindo-me em todos os assuntos da vida. Ele me dirige nas questões espirituais. Ele me dirige nas questões financeiras. E estou escutando o testemunho interior".

sábado, 15 de julho de 2017

Sinal verde

Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR, o teu Deus, que te ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deves andar. ISAIAS 48.17

Certa vez, um pastor me perguntou: "Irmão, você alguma vez atenderá as igrejas pequenas?" Em seguida, o pastor me falou a respeito da igreja que dirigia e disse: "Se Deus chegar a falar com você a esse respeito, nós queremos que você vá à nossa igreja". Mas não levei o convite muito a sério.

Porém, alguns meses mais tarde, eu estava orando sobre outra coisa, e a conversa com aquele pastor voltou à minha lembrança. A partir de então, lembrei-me daquela conversa todos os dias. Finalmente, depois de uns quatro dias, orei: "Senhor, queres que eu vá àquela igreja?" Quanto mais eu orava a respeito, tanto mais à vontade me sentia inclinado a aceitar o convite do pastor (não era uma sensação física, mas algo que reconheci no meu espírito).

Sentado ao lado da minha cama, Jesus Se referiu à minha inclinação de aceitar o convite: "Quanto mais você pensava a respeito disso, tanto mais à vontade você se sentia". Ele me fez lembrar. "Você tinha uma sensação de toque de veludo no seu espírito. Trata-se do sinal verde. É o sinal de avançar. É o testemunho do Espírito, que fala para você ir. Agora, você está-Me vendo, e estou-lhe ordenando que vá àquela igreja. Mas nunca mais vou orientá-lo assim para ir até determinado lugar. A partir de agora, vou orientá-lo como faço com todos os cristãos, pelo testemunho interior".

Confissão: "O Senhor me guia pelo caminho em que devo andar. Ele me guia através do testemunho interior".

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Sinal vermelho

Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade [...] JOÃO 16.13

Nos três dias anteriores à minha visão do Senhor, procurei escrever uma carta para um pastor, a fim de confirmar a data em que eu realizaria uma conferência de avivamento na igreja em que ele pastoreava. No primeiro dia, conseguia escrever apenas meia página e depois a rasgava e jogava-a no cesto de lixo. No segundo e no terceiro dia, a mesma coisa.

O Senhor, sentado ao lado de minha cama, disse: "Vou lhe mostrar como funciona o testemunho interior para você nunca mais cometer os mesmos enganos do passado. Você me vê aqui, falando com você agora. Esse é o ministério de profecia; é uma manifestação do dom de discernimento de espíritos (ou seja, ter percepção da dimensão espiritual). 

Você me ouve falando com você. E estou-lhe trazendo, por meio dessa visão, a palavra de conhecimento e a palavra de sabedoria. Estou-lhe proibindo de ir até àquela igreja. O pastor não aceitaria a maneira como você ministra. Porém, nunca mais vou orientá-lo desta maneira (E Ele nunca mais o fez). A partir de agora, vou orientá-lo por meio daquele testemunho interior que você tinha o tempo todo. Você tinha um freio, uma hesi­tação, no seu íntimo. Essa é a forma como vou orientá-lo".

Esse freio interior é uma espécie de sinal vermelho no mais íntimo.

Confissão: "O Espírito da verdade chegou. Ele habita dentro de mim. Ele me guia. Ele está guiando-me agora".

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Orientação sobrenatural

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós. JOÃO 14.16,17

O testemunho interior é tão sobrenatural quanto a orienta­ção por meio de visões, anjos e assim por diante. Não é tão espetacular, mas é igualmente sobrenatural.

Muitas pessoas procuram algo espetacular e deixam de notar o sobrenatural, que está à sua frente o tempo todo!
Quero relembrar algo que Jesus me disse quando Ele me apareceu em uma visão, eu estava de olhos abertos, isto ocorreu em fevereiro. 

Escutei passos em minha direção pelo corredor do hospital, de modo que levantei os olhos para ver de quem se tratava. 

Quando vi Jesus em pé na entrada da porta, parecia que os cabelos no meu pescoço e da cabeça se levantaram. A pele do meu corpo inteiro ficou arrepiada. Jesus usava um manto branco e sandálias romanas. Tinha cerca de 1,80 m de altura e devia pesar cerca de 82 kg. Puxou uma cadeira e sentou-Se ao lado da minha cama. Durante uma hora e meia de conversa comigo, Ele me disse: "A principal maneira de Eu orientar os Meus filhos é pelo testemunho interior".


Confissão: "O Espírito Santo de Deus está em mim. Ele está em mim para me ajudar, orientar e guiar. Primeiro, o Espírito Santo testifica com o meu espírito que sou um filho de Deus. Depois, Ele testifica com o meu espírito em todos os demais aspectos da minha vida".

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Número um: o testemunho interior

Quem crê no Filho de Deus em si mesmo tem o testemunho [...] 1 JOÃO 5.10

O modo de Deus confirmar o que de mais importante poderá acontecer-lhe é o mesmo modo de Deus orientar os Seus filhos: pelo testemunho interior.

O mais importante da nossa vida - tornar-nos filhos de Deus - é confirmado para nós pelo Espírito Santo, que testifica ao nosso espírito de que nascemos de novo (Rm 8.16). Dessa mesma forma, seremos ajudados a entender que a principal maneira de Deus guiar os Seus filhos é por meio do testemunho interior.

É quase sempre desse modo que sou guiado. Tive, sem dúvida, revelações, e também já fui guiado por Deus de outras maneiras. Mas, na maioria das vezes, sou guiado pelo testemunho interior.

E você também poderá ser guiado assim!


Confissão: "Sou um filho de Deus. Nasci de novo. Nasci do Espírito de Deus. O Espírito de Deus testifica com o meu espírito que sou um filho de Deus. Todos quantos são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Sou um filho de Deus; logo, o Espírito de Deus me guia. Ele está guiando-me agora. Confio nEle, neste que é Maior. Ele Se levantará com grandeza dentro de mim. Ele iluminará a minha mente. Ele orien­tará o meu espírito, pois sou um filho de Deus. Estou sendo orientado pelo Espírito de Deus. E o Espírito de Deus me orienta, em primeiro lugar, pelo maravilhoso testemunho interior".

terça-feira, 11 de julho de 2017

O Espírito testifica

O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. ROMANOS 8.16

Deus nos guiará. Deus nos orientará. Temos garantias bíblicas quanto a isso: Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus (Rm 8.14).
Como Deus nos orienta?
O texto em Romanos 8.16 nos indica que: O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.
Você não fica sabendo que é um filho de Deus porque alguém profetiza, declarando que você o é. Você não sabe que é um filho de Deus porque alguém diz que tem essa impressão a seu respeito. Não é assim que você ficará sabendo isso.
Você não é um filho de Deus porque você teve uma visão. (Você até poderá ter uma visão, ou deixar de tê-la, mas não será isso que o tornará um filho de Deus).
Como, pois, a Bíblia esclarece que saberemos ser filhos de Deus?
O Espírito de Deus testifica com o nosso espírito. Às vezes, não conseguimos explicar exatamente como sabemos, mas simplesmente o sabemos lá no íntimo. Temos o testemunho interior de que somos filhos de Deus.
Esse é o modo número um de Deus orientar Seus filhos: por meio do testemunho interior!


Confissão: "Nasci do Espírito de Deus. O Espírito de Deus testifica com o meu espírito que sou um filho de Deus. O Espírito de Deus me guia. Ele está guiando-me agora".

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Olhe para dentro

Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. 1 CORINTIOS 14.15

Em todas as crises da vida, aprendi a prestar atenção ao meu espírito dentro de mim. Enquanto oro em outras línguas, a orientação surge de dentro de mim, porque meu espírito está ativo quando oro em línguas estranhas. Ao orar em outras línguas, minha mente não está ativa; meu espírito está ativo. Por meio do meu espírito, Deus me orienta.

Às vezes, enquanto estou orando em particular, em outras línguas, interpreto aquilo que falei; e, pela interpretação, recebo orientação. Não é assim, porém, que acontece na maioria das vezes.

Na maioria das vezes, enquanto estou simplesmente oran­do em outras línguas, surge de dentro de mim, de algum lugar do íntimo, o conhecimento daquilo que Deus quer que eu faça (é difícil explicar coisas espirituais em linguagem natural, mas posso sentir algo surgindo de dentro de mim). 

Começa a assumir alguma forma, e, embora eu não saiba expressá-lo em palavras (porque o meu entendimento não tem nada a ver com o assunto), sei exatamente qual a orientação que devo seguir.


Confissão: "Escuto o meu coração. Consulto o meu espírito dentro de mim. Tomo conhecimento do meu espírito, porque o Espírito Santo habita em meu espírito, Ele dá orientação ao meu espírito. Ele me guia por meio do meu espírito".

domingo, 9 de julho de 2017

Meu espirito ora

Porque, se eu orar em língua estranha, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto. 1 CORÍNTIOS 14.14

Deus é Espírito. O homem é um espírito. Deus entra em contato conosco e lida conosco por meio do nosso espírito. Ele não Se comunica diretamente pela nossa mente, porque o Espírito Santo não habita em nossa mente. Deus não entra em contato conosco por meio do nosso corpo tampouco.

Deve ser relativamente fácil para os cristãos cheios do Espírito localizarem o espírito humano. Aquelas línguas provém do nosso espírito, no mais íntimo. Pronunciamos as palavras fisicamente, mas elas não provêm dos nossos sentimentos. Entregamos nossa língua ao controle de nosso próprio espírito, e o Espírito Santo, em nosso espírito, capacita-nos a falar.

As línguas não provêm da nossa mente nem da nossa alma. Quando falamos em línguas, a nossa mente e o nosso enten­dimento ficam infrutíferos. Nosso entendimento não compreende o que estamos dizendo.

Quando oramos em línguas, as palavras saem do interior do nosso ser, do nosso espírito. Toda a orientação que já recebi tem surgido do meu espírito. E isso ocorreu, na maioria das vezes, enquanto eu orava em línguas estranhas; quando meu espírito estava ativo e em contato com Deus.


Confissão: "Quando oro em outras línguas, o meu espírito ora. Meu espí­rito está ativo e em contato com Deus. O Espírito Santo, por meio do meu espírito, concede-me as palavras para falar".

sábado, 8 de julho de 2017

Rios de água viva

E, no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, que venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. E isso disse ele do Espírito, que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado. JOÃO 7.37-39

Jesus Se referia à água como símbolo do Espírito Santo.
Note que são mencionadas duas experiências em nossos textos de ontem e hoje. Na primeira experiência, o novo nascimento é comparado a um poço de água viva dentro de você, jorrando para a vida eterna. Na segunda, a plenitude do Espírito Santo, é simbolizada por rios. Não um só rio, mas vários rios.
A água no poço (a salvação) tem um só propósito: aben­çoá-lo. É para o seu benefício. Mas os rios (a plenitude do Espírito Santo) fluem de você com a finalidade de abençoar seu próximo. O propósito de você receber a plenitude do Espírito Santo é fazer de você uma bênção para seu semelhante.
Algumas pessoas podem dizer: "Se você nasceu do Espírito, você tem o Espírito, e acabou-se o assunto". Mas não é porque você bebeu um único gole de água que estará cheio de água. Há uma experiência subseqüente ao novo nascimento: é ser cheio do Espírito Santo, e como resultado desta plenitude, rios de água viva fluirão do interior (do espírito).


Confissão: "Tenho a plenitude do Espírito de Deus. Rios de água viva fluem do mais íntimo do meu ser".

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Uma Fonte de água

Jesus respondeu e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva? [...] Jesus respondeu e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna. JOÃO 4.10,11,13,14

Os estudiosos da Bíblia sabem que a água simboliza o Espírito Santo.
O próprio Jesus Se referia à água como símbolo do Espírito Santo. Quando Jesus disse à mulher, à beira do poço em Samaria, que Ele era o Doador da água viva, ela a confundiu com a água do poço, com a água natural.
Jesus disse, então: A água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna (To 14b). Ele falava a respeito do novo nascimento, da fonte de água viva dentro do cristão.


Confissão: "Bebi da água viva e não mais tenho sede. Nasci do Espírito de Deus. O Espírito de Deus está em mim. Uma fonte de água viva está em mim, jorrando para a vida eterna".

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Nascido do Espírito

O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. JOÃO 3.6,7

De acordo com a Nova Aliança, todo filho de Deus tem o Espírito de Deus. 

Em primeiro lugar, os filhos de Deus nascem do Espírito. Depois, poderão ser cheios do Espírito. Os fi­lhos de Deus podem confiar que serão guiados pelo Espírito.

Nascido do Espírito - o espírito é a parte do homem que nasce de novo. O espírito do cristão tem em si a vida e a natureza de Deus. O homem interior nasce do Espírito de Deus e tem em si o Espírito de Deus.

Cheios do Espírito - o cristão nascido de novo poderá ser cheio deste mesmo Espírito que ele já tem dentro dele. E ao ficar cheio deste Espírito, haverá um transbordar deste Espírito. O cristão falará em línguas estranhas conforme o Espírito Santo lhe conceda que fale (At 2.4).

Guiados pelo Espírito - Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Mesmo aquele nascido de novo que não recebeu a plenitude do Espírito, tem o Espírito de Deus habitando nele, e poderá esperar que seja orientado e guiado pelo Espírito Santo.


Confissão: "Sou um filho de Deus. Nasci do Espírito de Deus. O Espírito de Deus me guia. Ele me está guiando agora. O Espírito Santo Se levantará poderosamente dentro de mim. Ele iluminara a minha mente. Ele orientará o meu espírito. Estou sendo guiado pelo Espírito de Deus".