sábado, 1 de julho de 2017

O senhorio de Jesus

De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. ROMANOS 6.4

A saber: Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo (Rm 10.9). Isto significa que você deve confessar que Jesus é o seu Senhor e aceitar Seu senhorio na sua vida a fim de ser salvo.
A razão disso é óbvia. Temos sido servos e súditos - e tam­bém filhos - de Satanás, o inimigo de Deus. Pertencemos ao reino do diabo. Agora, queremos deixar este reino e nos tornar cidadãos naturalizados do Reino de Deus. Mas, antes de podermos fazer isso, devemos jurar nossa fidelidade à nova pátria, por assim dizer. Devemos romper absolutamente e incondicionalmente com a pátria anterior e, portanto, como diz a Bíblia, confessar Jesus Cristo como Senhor. Ele é o novo Soberano da nossa vida intelectual, bem como do nosso coração e da nossa vida espiritual.
Alguns querem ter Jesus como Salvador, mas não como Senhor. Eles O querem para salvá-los do inferno, mas não O querem como Senhor e Soberano na Terra. Não podemos realmente ter uma parte de Cristo sem termos a outra.


Confissão: "Ando em novidade de vida. Jesus Cristo é meu Salvador. Jesus é meu Senhor. Senhor Jesus, moro agora no Teu Reino e reconheço o Teu senhorio sobre a minha vida. Quero que a Tua vontade e o Teu plano dominem todas as áreas da minha vida".